domingo, 31 de março de 2013

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA REALIZA ENCONTRO DE ORAÇÃO EM PARAIBANO

EQUIPE DE ORAÇÃO E O PÚBLICO PRESENTE NA IGREJA MATRIZ

Amaury Carneiro

A Renovação Carismática Católica de  Paraibano-MA, realizou no último dia 16 de março, na Igreja Matriz um  encontro coordenado pelo o Grupo de Oração da RCC de Balsas, o evento contou com a participação de jovens, adultos e crianças. A prefeita Aparecida Furtado e várias secretárias do governo do municipio também marcaram presença.

As palavras de direcionamento à Jesus, e experiências vividas foram compartilhadas aos participantes por meio do coordenador do grupo de oração da RCC,  da diocese  de Balsas, Anderson Lima. Em sua pregação, ele falou sobre a necessidade de nos amarmos mais e, ao próximo, e de buscarmos sempre à Deus. O encontro também teve momentos de muita distração, quando o coordenador acompanhado pela cantora Eliene e a ex-locutora da rádio Liberdade FM de Paraibano, Conceição, fizeram todos os presentes no encontro dançarem ao som de músicas religiosas dançantes.

 Anderson, coordenador da RCC
Anderson, falou ao blog sobre a participação dos jovens na religião, principalmente na igreja católica,  através da Renovação Carismática.

"Hoje,  nós multiplicamos o número de jovens na Igreja católica, ao contrário do que muita gente pensa, por mais que não pareça, o nosso maior número de pessoas dentro da igreja no Brasil são de jovens, tanto é, que a Jornada Mundial da Juventude,  vai ser realizada na cidade do Rio de Janeiro. Existe um deficit de pessoas que estão realmente se afastando das religiões em geral, por estarem se mergulhando nas drogas e no álcool, principalmente pela facilidade em adquirí-las. E a ausência de Deus na vida dessas pessoas causa essas desestruturas que se ver por aí"

Canto superior direito: cantora
Eliene/
cantor inferior esq. Anderson
e profª/ Simonia
RCC (Renovação Carismática Católica)

"Em todo o Brasil houve uma diminuição da participação dos jovens na renovação carismática, menos nos estados do sul do País onde o  número aumentou. Graças a Deus essas jornadas, essas atividades juvenis, tem voltado com grande força, pelo menos no nosso estado. Até o mês de julho, no Maranhão, teremos seis encontros estaduais. Em abril teremos o Encontro Estadual da Juventude em São Luis, além dos eventos corriqueiros na diocese de Balsas,. Tais como: O encontro da fé, o seminário da vida, o arraial da fé, em fim uma programação constante de atividades para trazer o povo a reviver esta alegria, que é a graça de Deus.

No mês de Abril talves virá uma outra equipe de oração a Paraibano, para fazermos um retiro e um ato de louvor a Deus em um local público" Completou Anderson.

NoticiasdeParaibanoMa.com
“Aqui Você Faz a Notícia”



POUCAS PESSOAS MANTÊM A TRADIÇÃO DO VERDADEIRO SIGNIFICADO DA PÁSCOA



O Imparcial Online

Pode faltar banana na minha casa, mas a vela dos meus santos não falta”, disse, com firmeza, a aposentada Maria das Dores Brito, 75 anos, moradora do bairro Lira. No período de Páscoa, ao contrário do que vem ocorrendo, ela se reserva e à família para as orações. Nada de ovos de chocolate, passeios, viagens ou festas regadas a bebidas. Uma tradição que poucos mantêm. “Hoje em dia não se fala mais em orar, em lembrar da palavra de Cristo. Ninguém quer reunir a família para congregar, só pensam em comer chocolate”, diz ela, com ar triste. 

Dona Maria das Dores, em frente ao seu altar
Desde o dia 19 de março, Maria das Dores faz um ciclo de orações que encerrou no dia 27 deste mês. Ela afirma que os nove filhos participam do momento cristão. “Todos estavam aqui no último dia de novena. Todo mundo reunido para fazer o que é o verdadeiro sentido da Páscoa”, relatou. A aposentada se diz perplexa com a mudança que foi feita na celebração da Páscoa. Para ela, “isso desagrada a Cristo”. O importante, diz ela, deveria ser reunir a família para unir ainda mais os laços. “As pessoas querem saber é de beber. Saem com as crianças e compram bombom e pipoca, mas esquecem da espiritualidade”, aponta. 

Maria das Dores iniciou a Sexta-Feira Santa orando na igrejinha do bairro. Chegou cedo, contou à reportagem, e só encerraria no início da tarde. Mas, tirou um espaço para conversar com a reportagem e mostrar a continuidade da fé que sempre reforça quando está em casa. Ela mantém um altar com santos da igreja Católica que venera e a imagem do Cristo. 



Tradição esquecida


A Sexta-feira da Paixão trazia uma série de costumes, há 40 anos. Erma rituais populares, sem base religiosa, mas permitidos pela Igreja como forma de manter viva a celebração da morte e ressurreição de Jesus Cristo. Quanto mais rural a comunidade, mais fortes eram essas tradições.
Era guardado silêncio absoluto (nem assoviar: dizia que Cristo estava com dor de cabeça), as traquinagens das crianças não eram castigadas imediatamente (mas prometidas para o sábado da Aleluia, onde o pau corria solto nos Judas de pano e no lombo dos pequenos rebeldes). Não podia comer carne, e sim peixe com arroz e feijão. A bebida era vinho.

Antes do meio dia não se penteava o cabelo, escovava os dentes e tomava banho (pelo perigo das tentações à vista do corpo). Olhar-se ao espelho, usar batom e mesmo perfume, por serem sinais de vaidade. Pegar em dinheiro, também não (lembrava a traição de Judas). Não se podia fiar, coser, lavar ou estender roupa ou cozer pão, devido a uma série de catástrofes medonhas que ameaçava os desprevenidos ou mais ousados. Não se podia comer doce e nem chupar cana, pois seria falta de respeito, já que Nosso Senhor tinha bebido fel. Manter relações sexuais durante a Semana Santa seria pecado mortal. O homem que assim procedesse ficaria impotente para o resto da vida e a mulher incapacitada para gerar filhos. O rebento nasceria com o “cão no couro”. Beber nesses dias era como condenar a si próprio.

Profº. Amaury com bolos produzidos
em forno de barro, durante a semana
santa. em casa de familiares.
Praticamente em quase todas as casas faziam-se  bolos para os familiares, parentes e amigos se alimentarem durante a semana.

Infelizmente, trocaram todos esses costumes por bebedeira exagerada, correria desnecessária em cima de uma motocicleta, falta de oração em louvor a JESUS CRISTO, e as consequência estão aí,  acidentes que deixam sequelas no corpo para resto da vida,  quando não levam à morte, aí, nessas horas, chamam por CRISTO, TARDIAMENTE.
NoticiasdeParaibanoMa.com
“Aqui Você Faz a Notícia”


quinta-feira, 21 de março de 2013

ARTIGO: COMERCIO FORTE, CIDADE FORTE

                                             
Amaury Carneiro
Ludenrique:
"Estamos perdendo nossos recursos
para as concorrentes vizinhas"

Ludenrique Campos Freire: Formado em economia, ex-secretário municipal de administração de Paraibano-MA, acaba de passar em 4º lugar no concurso do Banco do Brasil, regional de Presidente Durta-MA; realiza constantemente reuniões com participação da equipe do SEBRAE em nossa cidade, para tentar organizar, orientar e trazer recursos para qualificar os comerciários e os  comerciantes  local. Ludenrique, faz aqui neste artigo, sua primeira análise da atual situação do setor terciário de Paraibano.

  

COMERCIO FORTE, CIDADE FORTE (parte I)

Uma cidade tem seu desenvolvimento diretamente ligado á força do seu comercio.
Houve um tempo em que aqui se reluzia a maior transformação econômica da região, um povoado ainda não emancipado de pastos bons, que tinha muitos imigrantes de pensamentos e atitudes empreendedoras, pessoas dispostas a investír, inovar, propagar, fazer acontecer as transformações econômicas e sociais, que atingiria seu apogeu na emancipação ocorrida na década de 50 do século passado.
Essas transformações econômicas e sociais ocorridas neste período foram conseqüências imediatas do fortalecimento daquilo que seja talvez uma das mais antigas manifestações do Homem enquanto sociedade,a existência do “COMERCIO”.

Área comercial em Paraibano-MA
Não existe exemplo de cidade ou pais forte, rico e prospero, sem um comercio pujante.
O comercio forte é o símbolo do desenvolvimento, ele e responsável por propiciar as trocas do que se precisa por algo que dispomos,seja em forma monetária ou não.

O mundo redescobriu o Brasil na ultima década não porque melhoramos nossas belezas naturais, e sim porque temos um “mercado interno”, eles redescobriram que temos como fazer  um comercio forte, somos reconhecidos por nosso comercio forte em alimentos, minérios etc.

Hoje Paraibano passa por uma fase crucial no seu processo de desenvolvimento, depois de muitos anos de estagnação, temos novamente uma oportunidade de virarmos referencia e exemplo para muitos, como fomos no passado.

Ouço na cidade pessoas falarem bem das cidades vizinhas, justamente por terem um comercio forte, que consegue atender a sua população e ainda a nossa.

Estamos perdendo nossos recursos para as concorrentes vizinhas, e isso e preocupante, a nossa classe empresarial está paralisada e até perplexa com o desenvolvimento de cidades vizinhas, que hoje contam com agencias de bancos como CEF (São João dos Patos) e BNB (Colinas),  e reafirmo , onde existe um comercio forte,  existe uma cidade forte.

Por isso precisamos  fazer com que os empresários de paraibano se conscientizem do que esta acontecendo e vamos nos unirmos para melhorar e fortalecer o comércio de nossa cidade.

O SEBRAE está ai para nos ajudar nessa empreitada.

Concluirei no próximo artigo com as dificuldades encontradas, o que podemos e devemos fazer para sairmos deste estado de paralisia em que nos encontramos.

NoticiasdeParaibanoMa.com
“Aqui Você Faz a Notícia”

quarta-feira, 20 de março de 2013

GRUPO MATEUS PEDE CELERIDADE NAS INVESTIGAÇÕES SOBRE DENÚNCIAS PUBLICADAS EM BLOGS


Jornal Pequeno Online

Ilson Mateus, dono da distribuidora de alimentos MATEUS
O empresário Ilson Mateus, presidente do Grupo Mateus, está pessoalmente indo, acompanhado de seus advogados, aos órgãos competentes pedir celeridade nas investigações sobre os fatos narrados nas últimas semanas nos blogs dos jornalistas Luís Cardoso, Luis Pablo e Neto Ferreira que imputam ao empresário e sua empresa a prática de diversos crimes, como o de sonegação fiscal, corrupção ativa e o de ser mandante ou até próprio autor do arrombamento da casa de Luis Cardoso, assim como o furto de um dossiê que conteria informações do Grupo Mateus.

Para comprovar a lisura de comportamento do Grupo Mateus, assim como do presidente, Ilson Mateus esteve, primeiramente, na Procuradoria Geral da Justiça do Estado do Maranhão pleiteando, priorização na investigação irrestrita dos fatos, formalmente franqueando ao órgão o acesso irrestrito a toda documentação da empresa, informações, sigilo bancário e fiscal, inclusive da sua composição societária e direção.

Tendo em vista o teor da matéria publicada nos blogs sobre sonegação fiscal por parte do Grupo Mateus, o empresário compareceu à Secretaria de Estado da Fazenda, onde também franqueou ao órgão o acesso irrestrito a toda a documentação, informações, sigilo bancário e fiscal de sua empresa. Ilson Mateus solicitou, formalmente, a determinação de uma auditoria destinada a averiguar eventuais inconformidades para com o recolhimento de tributos da alçada estadual. O objetivo, mais uma vez, é de facilitar o trabalho da instituição estadual. Por último, o empresário esteve na Secretaria de Segurança Pública, onde foi recebido pelo secretário Aluísio Mendes, solicitando apuração rigorosa sobre fatos narrados pelos jornalistas e determinada a instauração de inquérito policial. Na ocasião, o empresário Ilson Mateus registrou um Boletim de Ocorrência dos fatos.
NoticiasdeParaibanoMa.com
“Aqui Você Faz a Notícia”

segunda-feira, 18 de março de 2013

TODOS SE CONECTANDO NA INTERNET



 Profº. Amaury Carneiro
Em 2012 vimos o estabelecimento da internet virar  mídia de massa: somos 81 milhões de pessoas com 16 ou mais anos, ou, 77 milhões com seis anos ou mais. A INTERNET É MASSA!

Os investimentos em mídia online cresceram 32% de Janeiro a Dezembro de 2011 e mais de 40% no mesmo período de 2012. O cenário positivo da economia, com o crédito facilitado  impulsionou a compra de computadores, celulares com mais funções e melhores, isso impulsionou o aumento do acesso à internet.

A internet que em dezembro de 2009 tinha 67,5 milhões de pessoas no Brasil (16 anos e mais) já se consolidou como uma  MÍDIA DE MASSA fechando 2012 com mais de 90 milhões de pessoas (IBOPE) . Isso vem refletindo nos investimentos em comunicação online. As empresas cada vez mais procuram a internet como meio de relacionar-se com seus clientes.

Número de usuários

Segundo o Ibope Mídia, somos 94,2 milhões de internautas tupiniquins (dezembro de 2012), sendo o Brasil o 5º país mais conectado. De acordo com a Fecomércio-RJ/Ipsos, o percentual de brasileiros conectados à internet aumentou de 27% para 48%, entre 2007 e 2011. O principal local de acesso é a lan house (31%), seguido da própria casa (27%) e da casa de parente de amigos, com 25% (abril/2010). O Brasil é o 5º país com o maior número de conexões à Internet.

 
CELuLARES:

A telefonia móvel atingiu a marca de 205 milhões de celulares em Fevereiro de 2011 (Anatel) para uma população de 190,7 milhões (IBGE). O acesso à internet vem crescendo mesmo em aparelhos do tipo pré-pago devido aos pacotes de dados que as operadoras vêm oferecendo ao mercado.A Mídia Digital Interativa cresceu 28% (Jan a Dez/09 x Jan a Dez/10). Continua sendo a mídia que mais cresce em investimento, número de pessoas e tempo de acesso.

A Mídia Digital interativa deve continuar a crescer em 2013, mais acentuadamente nos equipamentos móveis: celulares e tablets.
 

Publicidade on-line

A internet se tornou o terceiro veículo de maior alcance no Brasil, atrás apenas de rádio e TV,  87% dos internautas utilizam a rede para pesquisar produtos e serviços. Antes de comprar, 90% dos consumidores ouvem sugestões de pessoas conhecidas, enquanto 70% confiam em opiniões expressas online. 

Em relação à política 77% já debatem ações de governos nos sites, blogs ou rede sociais, como face book e twitter.

É a internet cada vez mais próxima da população, apesar de haver ainda, uma grande desigualdade social em relação ao mundo digital.

NoticiasdeParaibanoMa.com 
“Aqui Você Faz a Notícia”

informações do site to be guarany.com.br



sexta-feira, 15 de março de 2013

SUPOSTO PROJETO DE CONSTRUÇÃO DE NOVO CEMITÉRIO NO ANTIGO “CAMPO DE AVIÃO” REVOLTA MORADORES DA VILA APARECIDA


"Campo de Avião" divide o bairro Vila Aparecida ao meio
FT/ Amaury Carneiro

Profº. Amaury Carneiro

Projeto de construção do  novo cemitério de Paraibano, no antigo “Campo de Avião”(pista de pouso de aviões), está  provocando revolta e  protesto dos moradores da Vila Aparecida, que residem no entorno do "campo". A contrariedade dos moradores foi constatada por mim na tarde de ontem (14/03),  quando fui in loco colher alguns depoimentos a pedido dos mesmos e depois que o Sr. Ari Furtado, esposo da prefeita Aparecida Furtado, disse na câmara de vereadores que "...doa a quem doer, faremos o cemitério na Vila Aparecida..." .

Eu já tinha levado o caso à câmara, inclusive com o apoio dos vereadores Murilo Ribeiro e Jair Carvalho, porém depois do pronunciamento do Sr. Ari Furtado, a câmara não se manifestou mais, em relação ao caso.

É inaceitável aceitar a construção de um cemitério em uma área já totalmente povoada e próximo à um poço artesiano, eu Amaury Carneiro, editor deste blog, estou a disposição dos moradores para ajudá-los nessa luta.

Eles temem por desvalorização de imóveis na região e contaminação do lençol freático


1ª coluna, moradores:
Jânio Alves, Sandra Maria eFrancisca
Fernandes / 2ª coluna: Domingos Fonseca e Mª Nazare

 Confira alguns depoimentos :

“Moro há 17 anos aqui na Vila Aparecida, não aceito este movimento aqui, fazer isso aí é acabar com as estruturas de nossas casas, se a prefeita quiser trazer benefício para nosso bairro, que seja de outra maneira, mas cemitério nos nossos quintais não. ” Disse Jânio Alves.

Sandra Maria: “ - Eu sou contra não quero, moro há 18 anos na V. Aparecida, sempre prometeram fazer casas ou outro tipo de obra, agora a prefeitura vem com negócio de cemitério, fica chato, além do mais vai desvalorizar nossas casas. Sempre acompanhei dona Aparecida, não é possível que ela vai ficar contra o povo, se ela fizer, nunca mais vai ver um voto das nossas famílias”

“Eu sou contra não quero nem saber de cemitério perto de minha casa, pois não vejo nenhuma vantagem pra nós, sou contra independente do político que irá construir. Não é que sou contra a construção de um novo cemitério para a cidade, não quero é ligado na minha casa” Relatou Francisca Fernandes.

“Não aceito, pois como é que vão construir um cemitério no meio das nossas casas, aqui na Vila todo mundo é contra essa construção, falaram que iam fazer uma área de lazer, agora vem com cemitério, tomara que não seja verdade” Disse indignado o jovem, Domingos Santos.

“O cemitério perto de nós, não; estou aqui há 21 anos no bairro, sou das morados mais antigas, e estou do lado dos meus vizinhos também, não concordo com a construção”. Desabafou dona Maria de Nazaré.

 Berenice da Costa, uma das primeiras comerciante do bairro, disse que seria melhor construir o que já foi prometido durante as eleições.  “Sinceramente não gostei da idéia, pois acho que vai atrapalhar o comercio da vizinhança, além da desvalorização dos imóveis, principalmente nessa rua que uma das melhores do bairro, inclusive já tem vários comercios e este cemitério pode nos prejudicar; por que não fazer uma área de lazer como já foi prometido, um posto de saúde, mas cemitério não concordo”  

A grande maioria dos moradores não são contra a construção de um novo cemitério, simplesmente não aceitam a construção naquela área, pois  temem pela desvalorização dos imóveis e contaminação do lençol freático.

Na verdade não são apenas os moradores da Vila Aparecida que estão reclamando desta possível obra, mas grande parte da população, e com razão, pois a construção de um cemitério pode contaminar o lençol freático da região mesmo, com a decomposição dos cadáveres, e naquele local foi perfurado um poço artesiano que abastece as residências há quatro anos; por isso, é preciso fazer um estudo sobre o impacto ambiental no qual obras deste tipo pode causar ao meio ambiente. Além disso, cemitérios geralmente são construídos nos arredores das cidades e não em áreas centrais.

 SAIBA MAIS...


Os cemitérios são considerados áreas de impacto ambiental, pois a decomposição dos corpos produz alguns elementos, entre os quais o necrochurume, considerado de alta contaminação ambiental, pois podem ser encontrados no necrochorume microorganismos patogênicos, como bactérias e vírus, que são agentes transmissores de doenças.

Devido aos riscos ambientais que podem causar, os cemitérios necessitam de licença ambiental para sua implantação e funcionamento. Assim, foi editada a Resolução Conama n° 335/2003, estabelecendo normas e parâmetros técnicos para implantação, instalação e funcionamento dos cemitérios no Brasil. 
  
PARA CONTINUAR LENDO SOBRE RESOLUÇÃO E IMPACTOS AMBIENTAIS CAUSADOS POR  CEMITÉRIOS CLIQUE AQUI  

NoticiasdeParaibanoMa.com
“Aqui Você Faz a Notícia”